Narrativas sobre os temas das rodas de conversa

  • A sociedade contribui para o aparecimento do transtorno mental? 

"No meu caso sim.

Na época eu não sabia, mas já possuía a carga genética para o transtorno mental. (meu tio materno, desconfio, era bipolar).

Por volta do ano 2000, eu fiscalizava obras e trabalhava durante o dia, algumas vezes de madrugada, e também nos finais de semana. Eu dormia poucas horas por noite. Eu achava que daria conta de toda aquela carga horária.

Não dei conta. Acho que desmaiei em Salvador. Fiquei depressivo. Com muita dificuldade consegui voltar para o Rio de Janeiro.

Fui ao médico da minha mãe, narrei o que aconteceu e ele me pediu para procurar um psiquiatra.

A médica ficou um tempo na dúvida se eu tinha apenas uma depressão ou se eu possuía o transtorno bipolar de humor.

Após algum tempo ela optou pelo transtorno bipolar de humor.

Na época eu não conhecia o Ipub. (Eu não acreditava que existia um local bom e gratuito).

Eu estava completamente equivocado.

Assim como a sociedade contribuiu para a manifestação da minha doença (carga horária excessiva de trabalho, com consequente poucas horas de sono).

A sociedade contribui para o tratamento da minha doença. (Ufrj (Ipub - Cipe antigo, Hospital Dia, Dpa (Divisão de Psicologia aplicada)."

Milton Penna de Oliveira Santos

  • O estagiário de Psicologia - Desculpe a pretensão.

Quinta-Feira, 26 de Outubro de 2017.

- Está começando a mergulhar e compadecer e ser um suporte de uma pessoa fraca emocionalmente. Que estão com sofrimento psíquico.
- A caminhada é longa e há muito a aprender.
- Deve tentar o conviver com e emocional de pessoas. Traçar um perfil delas.
- Deve ter estratégias para minimizar (carta na manga ) vícios emocionais sutilmente
- Deve tentar demonstrar os pontos positivos e negativos de pessoas emocionais. Pontos negativos -superação e motivação.
- Fazer que o grupo entenda o Psicológico de cada um da equipe para uma boa convivência.
- Despertar talentos encobertos.
- Saber lidar com os diferentes níveis de experiência.
- Usar a inteligência e Sabedoria para um mundo melhor e seres Humanos melhores.
- Viva o Doutor Jesus Cristo!!!!!!!!!!!!!!!!
- Ensine a voar para a pessoa voar sozinho.
- Estágio é pôr em prática a Teoria Acadêmica.
- Avaliar a dinâmica do grupo.


Do Mano e Doutor- Luiz Eduardo Mendonça de Souza.
 

  • Vivência 1 - Episódio depressivo

Tomo a medicação na dose prescrita, na hora definida, (desde 2005). Faço terapia na Dpa (Divisão de Psicologia Aplicada) na Ufrj desde 2010.
Na semana (de 22/03/17 (4a feira) a 26/3/17 (domingo) tive sinais claros de episódio depressivo. (Desânimo, vontade de morrer).
Moro só. Sou, ao mesmo tempo, paciente e cuidador de mim.
Fui ao Ipub, conversei com meu médico. Ele aumentou a dose da Lamotrigina 100mg. Sei que leva alguns dias para a nova dose fazer efeito.
Para dificultar as coisas, a minha terapeuta da Dpa, vai faltar duas semanas.
Compartilhei a minha situação na oficina de grupo, do Hospital Dia do Ipub. A psicóloga disse que não está disponível para uma sessão comigo.
Estou indo mais vezes ao Hospital Dia, para preencher mais o meu tempo livre.
Tenho navegado na internet da biblioteca do Ipub.
O fato é que sou instável, com forte tendência para episódios depressivos. Tenho buscado apoio na equipe (médico, psicóloga) e oficinas do Hospital Dia. É muito importante perceber que posso contar com a ajuda destas pessoas.
Em 11/04/17 (3a feira) o resultado do teor de Lítio no sangue foi muito adequado. O meu médico manteve a dosagem da medicação.
No dia 22/abril acordei muito desanimado. Em 25/04, o meu médico informou que não há como saber se o desânimo é parte do episódio de 22/03 ou se é um novo ciclo depressivo. Ele disse que tenho um ciclo rápido.
Estou aprendendo a viver um dia de cada vez.
É frustrante tomar a medicação, fazer a terapia e acordar desanimado e com vontade de morrer.

Me perturba saber que esta doença não tem cura. Me incomoda saber que cada dia será uma batalha e no final perderei a guerra. (Mesmo fazendo o meu melhor).
Viver é desafiador. É aprender sempre. É me superar.
Viver é aceitar as coisas que não posso modificar.
Viver é me adaptar e prosseguir no meu caminho.
Quero agradecer toda a ajuda que tenho recebido do Ipub, da Dpa, do Hospital Dia e de todas as pessoas que se interessam por mim e me incentivam a prosseguir.

Milton Penna de Oliveira Santos

  • Retorno ao mercado de trabalho

Fiquei chocado quando um médico me disse que eu não conseguiria retornar ao mercado de trabalho.
Concordo que preciso dormir, em média, oito horas por noite. (Não ocorria no meu último emprego).
Frequento o Hospital Dia do Ipub da Ufrj. Os pacientes que conheci estão fora do mercado de trabalho. Alguns foram aposentados, outros recebem ajuda financeira de familiares.
Acredito que ainda posso trabalhar, ser útil e receber uma remuneração pelo meus serviços. Aprendi a criar este blog*. Aos poucos vou inserindo textos com temas, que acredito, possam contribuir para meus leitores conhecerem um pouco da vivência de um bipolar.
Retornar ao mercado de trabalho é como comparar um carro da década de 1960 com um automóvel a partir da década de 2000. O automóvel vence nos quesitos (consumo, autonomia, design, aerodinâmica, potência do motor, resistência à ferrugem, beleza, conforto, capacidade do porta-malas, segurança, recursos para melhorar a dirigibilidade, ...).
Eu sou o carro da década de 1960. Não posso me valorizar para ser colecionado, nem posso ir para um museu.
Por mais que modernizemos um carro da década de 1960, ele não conseguirá competir com um automóvel construído a partir da década de 2000. Ele sempre será um carro da década de 1960.
Ainda não tenho uma visão clara sobre o que fazer. Enquanto isso vou construindo o conteúdo deste blog.
Desejo muito descobrir uma atividade que tenha um horário flexível e que eu também possa trabalhar em casa, seja coerente com a minha vocação e da área da informática.

Acredito que ainda não é o fim do caminho, mas já passou o início do caminho (mais parecido com a letra da música do Tom Jobim), tem sido pau e pedra.

*Texto originalmente publicado no Blog do colaborador.

Milton Penna de Oliveira Santos

  • Mini Anamnese


01- Como foi você enquanto criança ?
02- Como foi sua vida familiar ?
03- Como foi sua vida escolar e família ?
04- Como foi seu adoecimento físico e mental ?
05- Qual a sua maior dificuldade na vida ?
06- Você tem dificuldade de relacionar -se e fazer projetos ?
07- Você sabe viver independentemente e com autonomia ?
08- Você divide bem o seu tempo ?
09- Quais são os seus objetivos e desafios vencer no futuro?

 

Luiz Eduardo Mendonça Souza

  • Terapia e objetos terapêuticos

 

  1. Nutricionista – alimentação

  2. terapia ocupacional – objetos e verbalização.

  3. Fisioterapia- Corpo Humano.

  4. Psicólogo – Verbalização.

  5. Musicoterapia – Musica.

  6. Arte terapia- Artes.

  7. Psiquiatra- Mente e remédio.

  8. Fonoaudiologia- Voz.

  9. Psi motricidade Mente e corpo                                                                                                                                                                                                                                Luiz Eduardo Mendonça Souza

  • Por que os usuários devem se unir:

           

  • Saber seus direitos e deveres.

  • Não haver abuso de poder.

  • Fazer amizades terapêuticas.

  • Trocar experiências.

  • Ajudar os mais fracos.

  • Unidos venceremos.

  • Estudar Casos Clínicos.

  • Evitar maus tratos                                                                                                                                                                                                             Luiz Eduardo Mendonça Souza

  • Congresso

 

  • Troca de cultura e conhecimento.

  • Agrega pessoas.

  • Fraternidade e amizade.

  • Atualizar conhecimentos.

  • Ambiente Relaxante e descontraído

  • Transmite conhecimento levemente.

  • Linguagem coloquial e humor.

  • Data Show e Power point.

  • Coffe break.

  • Fazer amizades

  • Almoçar juntos.

  • Celebração.

  • Aprendizado descontraído.

  • Mensagem de superação e motivação.

  • Melhorar a Saúde Mental.

  • Estudar Casos Clínicos.

  • Reflexões e mensagem.

  • Ideias preventivas.

  • Ambiente prazerosos e gostoso.

Fale conosco:

(21) 3938.5529

avozdosusuarios@gmail.com
 

Socialize conosco: